Câmara Municipal da Praia da Vitória
  



  Contactos

Município da Praia da Vitória
295 540 200

Auditório do Ramo Grande
295 545 700

Marina da Praia da Vitória
295 540 219

Gabinete do Desporto
915 772 393

Biblioteca Silvestre Ribeiro
295 542 119

Praia Ambiente, EM
295 545 530

Cooperativa Praia Cultural
295 545 700

Academia de Juventude da Ilha Terceira
295 545 700 (01, 02, 03)

Gabinete da Empresa
295 513 512

Gabinete de Turismo
295 540 106

  Noticias





No II Seminário Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Roberto Monteiro defendeu que “a questão da sustentabilidade tem que ser um objetivo cívico”

O Presidente da Câmara Municipal da Praia da Vitória defendeu o papel ativo que a sociedade deve ter na questão da sustentabilidade, no âmbito do II Seminário Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, que decorreu esta quinta-feira, dia 05, na Academia de Juventude e das Artes da Ilha Terceira, promovido pela empresa municipal Praia Ambiente, em parceria com a Câmara Municipal da Praia da Vitória e a Entidade Reguladora dos Serviços de Águas e Resíduos dos Açores.

O autarca referiu também que a questão do ambiente e desenvolvimento sustentável pode ter diversas perspetivas, dando principal destaque à gestão da água, dos resíduos e à produção agrícola.

“Por um lado há a responsabilidade de quem gere a sustentabilidade dos recursos e por outro lado, tem de haver uma responsabilidade cívica. A questão-chave é até que ponto a sociedade pretende uma política de sustentabilidade ambiental”, defendeu Roberto Monteiro.

O presidente do Município fez também referência à empresa intermunicipal TERAMB, relativamente à questão da valorização energética e à BioAzórica pela sua perspetiva de produção de alta qualidade e preocupação com a sustentabilidade.

Ao longo da sua intervenção, o autarca lançou ainda quatro desafios a ter em atenção no que concerne à sustentabilidade, nomeadamente a questão de definir com clareza o que está assegurado pela parte pública e o que é de domínio da parte privada; o fato da componente da inovação ter de ser uma opção; a questão da cooperação integrada, que deve existir entre todos os agentes do sector; e a questão da viabilidade dos agentes, em que cada um tem de ter uma componente de receita que cubra a despesa que tem a operar para poder garantir a sustentabilidade.

Participaram também do Seminário o Presidente da Entidade Reguladora dos Serviços de Águas e Resíduos dos Açores, Hugo Pacheco, que abordou o tema “Regulação e Qualidade da Água: Novas Perspetivas nos Açores”; João Rodrigues, representante do grupo Hubel, com a questão da “Abordagem de formas de gestão inovadoras na diminuição de água não faturada. Aplicação de exemplos práticos operacionais numa entidade gestora para a diminuição de perdas.”; Mário Alves, da Universidade dos Açores, que abordou o assunto “Utilização

Industrial da Biomassa Florestal”; Paulo Monjardino, vogal do Conselho de Administração da TERAMB, que falou sobre a “Central de Tratamento e Resíduos da Ilha Terceira”; e por último Mónica Oliveira, Presidente da Bio Azórica, que abordou a questão da “Sustentabilidade da água, energia e solo na agricultura biológica”.

A sessão de encerramento ocorreu pelas 13h15 e contou com a presença do Diretor Regional do Ambiente, Hernâni Jorge, e da Vice-Presidente da Câmara Municipal da Praia da Vitória, Paula Ramos.

Gabinete de Comunicação.

Noticia publicada na Quinta-Feira, dia 05 de Junho de 2014



  Outras Fotos




Câmara Municipal da Praia da Vitória
Praça Francisco Ornelas da Câmara | 9760-851 Praia da Vitória
Telefone 295 540 200 | Fax 295 540 210 | E-mail geral@cmpv.pt

Portal desenvolvido por Gabinete de Comunicação